Domínio – seu nome, sua marca

Muitas pessoas confundem os conceitos que envolvem para ter seu negócio online. Muitos não tem claro que é Domínio, Hospedagem, SSL, Email, Email Marketing, Servidores e demais ferramentas disponíveis.

Com o tempo trataremos sobre tudo isso aqui mas hoje, iremos tratar da primeira coisa que deve ser definida quando se quer ter uma página ou serviços online: seu nome!

Seu nome é o que difere você das demais pessoas do planeta e com sites não é diferente. Cada um possui um nome que os diferem um do outro, tornando mais fácil que você consiga acessar o site que deseja. Este nome chama-se domínio. Este é o primeiro que se deve decidir quando se quer utilizar qualquer serviço próprio na internet como um Email profissional ou então para criar seu site (sim é possível ter apenas email profissional ou apenas site, um não depende do outro).

Como adquirir um domínio?

Basicamente é necessário realizar o registro desse nome e realizar o pagamento referente a anuidade do domínio para que você possa utiliza-lo. É possível fazer isso através de empresas que são certificadas a comercializar domínios como GoDaddy, Hostgator, LocaWeb, Bluehost, entre outras. Mas cuidado, nem todas essas empresas comercializam os mesmos domínios e nem praticam o mesmo preço!!

O motivo principal que isso acontece é que cada empresa tem um “acordo” diferente com cada registradora e isso faz com que haja diferenças na hora de oferecer isso para o cliente final.

Uma vez registrado o domínio, é para sempre meu?

Este é o maior erro que muitas pessoas cometem. Durante minha experiência atendendo clientes, percebi que muitos achavam um absurdo ter que pagar para registrar o domínio e depois continuar pagando anualmente a manutenção do registro desse domínio. Isso se deve a falsa impressão de que tudo na internet é gratuito, o que é algo muito equivocado. Na internet existem conteúdos que você pode acessar e não pagar por isso, mas não se engane, alguém está pagando para manter aquele conteúdo atualizado e disponível online. Nada no mundo é de graça.

Por isso, para você ter seu nome na internet (domínio) é necessário pagar para registra-lo e depois pagar sua anuidade para manter-se como proprietário do nome registrado. Caso contrário, você poderá perder seu domínio, causando uma grande dor de cabeça!

Existem diferenças entre domínios?

Sim e não. Já ouvi muitas pessoas falando: “eu tenho um domínio nacional (.COM.BR) e outro domínio internacional (.COM)”. Este raciocínio é e não é verdadeiro. Domínios que terminam em .BR simplesmente seguem as regras da registradora nacional brasileira (registro.br), mas isso não quer dizer que apenas brasileiros possam registrar este tipo de domínio e nem que ele apenas funcione no Brasil. Neste exemplo, para fazer o registro deste tipo de domínio é necessário ter um CPF ou CNPJ válido, apenas isso.

Existem outros como .AR (Argentina), .CA (Canadá), .US (Estados Unidos), .CU (Cuba), entre outros, e cada um possuem regras diferentes para realizar o registro, preços e políticas de renovação. Por isso sempre procure se informar para saber como o tipo de domínio que você quer funciona.

Assim como domínios .COM não quer dizer que são internacionais apenas. Um site brasileiro pode utilizar. A verdade é que cada tipo de extensão de domínio foi criado para um uso específico, mas isso é mais uma indicação de uso que regra. Os .COM são os mais antigos e mais usados do mundo, mas existem ainda os .CLUB, .ORG, .XYZ, .ENG, .ADV, entre outros. Nestes a mesma regra se aplica quando digo que cada um deles pertence a um tipo de registrador que possuem preços e regras de registro e renovação distintos.

Lembrando ainda que essas regras não podem ser alteradas pelas empresas que comercializam os domínios. Essas empresas tem que seguir a risca as regras das registradoras ou perdem o direito de comercialização.

Existem ainda muito mais para se falar sobre domínios, e iremos tratar de situações específicas em posts futuros! Fique de olho!

 

E você? Já escolheu qual será seu nome?